segunda-feira, 29 de junho de 2009

yes yes...



Com Chuva

sem chuva

só sei uma coisa...

terça...

Aqui vou eu, para 18 diazitos de férias

Já carreguei a mala

verificação de tudo para que nada seja esquecido
máquina fotográfica com 8 gigas à disposição
Desejo saúde e boa inspiração a todos os meus amigos

see u there

quarta-feira, 24 de junho de 2009

amor separado



Foto alterada por mim para "efeito de àgua"
Autora Marta Ferreira - (foto)

Em ti
Sem ti

recordações

sexta-feira, 12 de junho de 2009

"As palavras que nunca te direi"


"Minha querida Catherine, Sinto a tua falta, meu amor, como sempre, mas hoje é particularmente difícil porque o oceano tem estado a cantar para mim, e a canção é a da nossa vida juntos. Quase consigo..."

Quem não leu o livro de Nicholas Spark
Vai um desafiozinho..?


Basta usar as imagens e .... deixar a vossa imaginação fluir, mas...

usando nela estas palavras
"encontrava-me escondido no teu olhar"

"sem o saber


"dentro de mim sussurravas uma doce melodia""...corpos fundiam-se num só



no silêncio da noite separei-me de ti



na praia escuto as ondas....


palavras... que nunca te direi

Nanny?

Perdida no Sonho?

sábado, 6 de junho de 2009

Obrigado

















        • Gostava que tudo fosse simples
          que ....
          teus olhos não me ferissem
          teus lábios não expusessem minhas feridas
          que ....
          as noites frias voltassem a aquecer
          não sei onde buscar forças
          simplesmente não sei
          sei que ...
          perco a pessoa que há em mim
          que nos atalhos criados embaraço-me mais e mais
          sei que...
          custa respirar ...
          não sei mais que fazer
          perco a esperança?
          Nãooooooo!
          Dilacerei o ser que dentro de mim existe
          se para isso necessário for
          cortarei os laços que me prendem para te encontrar
          abafarei os gemidos que proliferam
          Sempre que fecho meus olhos...
          imagino-me naquele presente em que foi já um passado
          nele vi ...
          Quão tolo fui
          inseguro era
          frágil sou....
          imagens brancas no escuro
          tempo de um tempo onde o aroma doce dum dia
          deixou seu exalo
















          perdido...
          na noite sem dias

          abrigo o abraço da dôr

          encolho-me no bafejar meu calor

          durmo sem os sonhos

          nas miragens das ilusões


          no vazio dos lençóis destapo meus desabafos


          no vazio da noite

          percorro vielas perdidas























          procurando encontrar o que perdi

          sabendo que....


        • nas trilhas da escuridão
          luzes me seguem...



        • iluminam

          acolhem e protegem

          Dedico este post a todos os meus AMIGOS que sempre me apoiaram nos maus momentos
          o meu Obrigado




        Este sêlo é vosso





        Nanny



        Inês
        Perdida
        Secreta

        sexta-feira, 5 de junho de 2009

        Selado???


        Nanny....

        Um Selo em mim?
        ................................
        ................................
        Não sou merecedor de tal honra!
        Nanny... isso não se faz :P

        Regras:

        - Colocar o selo no blog;

        - Divulgar as regras;

        - Dizer 5 coisas que gosto na vida;

        - Escolher 5 (vítimas) amigos "blogueiros";

        - E informá-los que foram marcados selados.

        5 coisas que gosto na vida:

        1ª- beber umas cervejinhas com os meus amigos
        2ª- estar sempre pronto para um click para um momento único

        3ª- conhecer novas pontes, desbravar/ criar amizades

        - amar e ser amado

        5ª - sem ela não vivo ( musica), faz-me recordar instantaneamente momentos vividos
        é a minha alma que me acompanha em todos os momentos de minha vida...



        OS SELADOS SÂO ( rufar de tambores )

        segunda-feira, 1 de junho de 2009

        a ti



















        entro no chamamento do mar

        admirando aquele momento que tanto me fascina
        onde liberto todo o meu stress.
        Fixo o horizonte...

        imaginando que sobre ele caminho em direcção ao Pôr do Sol

        com cores que me susteem a respiração.
        Deixo invadir os sons que apelam meu nome

        nas vagas...













        o abraço das ondas nos rochedos
        as carícias das gotículas em mim
        Nesse momento penso em ti


        no que sentes....

        no turbilhão que te envolve

        nas palavras contidas e alimentadas no silêncio

        No desespero da tua dôr

        que dilacera

        amassa o teu interior

        inflamando-o em vagas contínuas

        como se queimasses em ondas invisíveis

        Nesse momento...
        na areia daquela praia...
        onde me encontro
        fito o horizonte de cores únicas


























        não estou só...

        tenho-te em meu ombro.

        escutamos o sussurrar vento

        da espuma branca que te toca

        enxagua tuas lágrimas

        acalma a alma

        Nesse momento nunca estarás só












        estarás sempre comigo
        naquela luz branca

        naquele horizonte
        ....